Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



27/11/2016 - Parabéns, xu.

por - A, em 27.11.16

São 21:14 da noite, estou há algum tempo a olhar para a página de word em branco, a ver as horas a passar e a saber que tenho de ter isto pronto à meia noite. Criei uma playlist cheia de recordações e sentimentos para me ajudar. Se está a ajudar não sei, porque começou a tocar a Como Ela É Bela e já nem vejo as teclas com clareza devido às lágrimas. Volto a olhar para o relógio, “21:21”, dou um beijo no pulso e desejo-te tudo do melhor. Já sei! Devia usar esta oportunidade para te agradecer por tudo. É isso que tenho de fazer. Aqui vai:

Knot, tenho te a agradecer por muito. Obrigada por tudo o que passámos juntos. Obrigada por todos os bons e os maus momentos que me proporcionaste, cada um deles foi importante. Obrigada por todos os momentos, mesmo que não te lembres de todos eles. Obrigada por fazeres com que músicas como a Essência e a Como Uma Estrela estejam ainda na minha vida, gosto de pensar que elas são como tu, que passado tanto tempo estás sempre comigo, e ainda és tão especial para mim. Obrigada por me rebentares os tímpanos sempre que cantavas a Única Mulher. Obrigada por te entusiasmares como uma criança quando comes gelados únicos no meu Mc. Obrigada por seres o melhor guia da Invicta, mesmo com chuva torrencial. Obrigada por me teres mostrado o Rui Sinel de Cordes. Obrigada por me teres posto a ver filmes de terror. Obrigada por reparares nos detalhes mais pequenos nos filmes, e por te rires sem parar sempre que voltas para trás. Obrigada por teres dormido com o meu cachecol do Sporting a decorar a tua cama, e por apoiares comigo o meu clube. Obrigada por veres comigo os Clássicos, e até mesmo por me ensinares os cânticos do FCP. Obrigada pela Sangria e pela ROCA da nossa meia noite. Obrigada por me partires as costas quando me abraças. Obrigada por seres o meu informático e me ajudares sempre, mesmo a km de distância. Obrigada por todos os filmes que vimos, ou não vimos assim tanto, juntos. Obrigada por Workaholics e por Two And a Half Man. Obrigada por todos os episódios de Big Bang que não vimos, obrigada pelos programas estranhos que vimos depois da meia noite, quando a televisão não encravava. Obrigada por me apresentares GrogNation, mesmo que tenha sido com uma indirecta que querias espaço, depois de me teres pedido isso mesmo. Obrigada por todas as vezes que me chamaste linda e por todas as vezes que elogiaste o meu rabo. Obrigada por todas as horas que me fizeste ouvir músicas tristes e chorar baba e ranho, e por me fazeres sentir todas as palavras que cantam. Obrigada por Como Ela É Bela. Obrigada por gozares quando a minha depilação não está feita. Obrigada pelas Pringles. Obrigada por me fazeres ficar a olhar para ti feita parva, completamente arrepiada e apaixonada, quando rappaste o Fim da Ditadura. Obrigada por me teres mostrado a Semente, e teres ficado apenas a olhar-me nos olhos enquanto a ouvíamos juntos. Obrigada pelas melhores tostas, e pelos leites com café. Obrigada pelo pior arroz que alguma vez comi. Obrigada por levantares sempre o meu prato e seres o meu cachico pessoal. Obrigada por fazeres a minha cama da melhor maneira possível. Obrigada por todas as horas e gemidos que aconteceram em todas aquelas camas e sofás que nós sabemos. Obrigada pelo gin, é agora a minha bebida preferida e sim, pronuncio sempre o 'N'. Obrigada por me ensinares a enrolar, estou a tentar honrar o professor (não te preocupes, estou a brincar). Obrigada por gozares com os postes e com os parquímetros da minha cidade. Obrigada por teres ido para a areia vestido comigo. Obrigada por teres comido a minha tosca comigo. Obrigada por teres experimentado comigo o meu primeiro Pumpkin Spice Latte. Obrigada por todo o bullying que fazes ao meu peluche, e a mim. Obrigada por teres tanto em comum comigo. Obrigada por todas as palavras da tua língua que me ensinas, obrigada pelas sapatilhas e pelo totil, pelo grizante e pelo xunga. Obrigada por todas as visitas ao meu blog, ele foi feito para ti. Obrigada por seres a inspiração do meu primeiro texto publicado. Obrigada por toda a roupa que me deste, sabes que são as minhas preferidas (e o que me acalma quando ando de avião, quando estou com medo e quando estou triste). Obrigada por todas as músicas que ouvimos juntos, e por todas as que mostrámos um ao outro. Obrigada por toda a gente olhar para nós e simplesmente assumir que somos namorados. Obrigada por fazeres as miúdas olharem para mim de lado quando estamos juntos na rua. Obrigada por seres o meu sotaque preferido. Obrigada por me pores Voltaren no joelho e fazeres massagens. Obrigada por ires às compras comigo, e me ajudares a escolher roupa. Obrigada por seres o melhor fotografo. Obrigada por seres a indirecta de todas as minhas descrições no instagram. Obrigada pelo So Baby Pull Me Closer In The Backseat Of Your Rover. Obrigada pelo nascer da lua. Obrigada por todos os momentos secretos que tivemos, quando não estava ninguém a ver e quando nos deixavam sozinhos por momentos. Obrigada pelas danças na festa da aldeia. Obrigada por termos chegado às finais de sueca, e por seres o melhor parceiro, e nós a melhor equipa. Obrigada por todos os sonhos que tenho contigo. Obrigada por todos os ataques de ansiedade que me fazer ter sempre que falta pouco tempo para voltar a estar contigo. Obrigada por me fazeres não ter medo. Obrigada por me ajudares com as trovoadas (sabes, está a acontecer uma agora mesmo). Obrigada por te preocupares sempre tanto comigo. Obrigada por todas as despedidas que tivemos. Obrigada por todas as lágrimas, por todos os abraços, beijos, todo o prazer, por todo o carinho demonstrado. Obrigada por todos os textos, todas as cartas e todas as músicas. Obrigada por me defenderes e protegeres. Obrigada pelo nosso cheiro. Obrigada por você. Obrigada pelas melhores mocas. Obrigada por seres a minha eterna paixão, o meu coração azul, o meu tripeiro. Obrigada por seres a minha inspiração, por seres Tipo Aquela Sintonia Que Não Se Explica. Obrigada por todas as vezes que adormecemos juntos em chamada. Obrigada por seres a melhor almofada, a pessoa que me deixa mais confortável no mundo, o meu porto de abrigo. Obrigada por tudo o que fizeste para me vires visitar. Obrigada por toda a paciência que tiveste comigo. Obrigada por teres lutado tanto por mim. Obrigada por ainda me quereres depois de tudo o que se passou, por tanto tempo. Obrigada pelos melhores pores de sol. Obrigada pela tarde a observar a trovoada, e por uma das melhores recordações. Obrigada por #ESDT. Obrigada por #23. Obrigada pelo mês de ouro. Obrigada por, apesar de tudo, seres a pessoa incrível que és, que eu conheci há muitos anos atrás, e que sei que ainda está ai. Obrigada por estares comigo há tanto tempo. Obrigada por todos os anos que gostei de ti, mesmo quando não olhavas para mim. Obrigada pelo primeiro «amo-te». Obrigada por todas as primeiras vezes que foste. Obrigada por seres o meu primeiro e maior amor. Obrigada por todo o amor que me demonstras e que me deixaste demonstrar e sentir. Obrigada por, desde que te conheci, seres uma das minhas pessoas preferidas. Obrigada por seres quem és, e por seres quem és para mim. Obrigada por todo o tempo que foste meu primo e por todo o tempo que foste mais que isso. Obrigada por nem nos tratarmos pelo nosso nome, mas sim pelas alcunhas de infância. Obrigada por fazeres parte da minha vida. Obrigada pelo xu, pelo odiota, pelo bé e pelo amor. Obrigada por todo o amor. E como eu gostava de estar contigo neste dia, meu amor, mesmo apesar de tudo. Porque sei que, por tudo o que aconteça entre nós, o carinho sempre existirá e sobressairá. Sei que se esta distância entre nós não existisse, quando visse a 00:00 te daria um doce beijo, em vez de ao meu pulso, e desejaria que tivesses um óptimo dia, com tudo o que sei que mereces e que te faz feliz. Mesmo não estando aí contigo, sei que tens imensas pessoas contigo que gostam de ti, se preocupam e não te deixam mal. Aproveita-as. Agarra-te a elas, aproveita e agarra tudo o que tenhas de bom na tua vida, para dessa maneira conseguires viver uma vida feliz. É tudo o que eu quero para ti, meu amor, que tenhas uma boa vida, que sejas de alguma forma feliz. Tu mereces muito mais que o pouco que eu tenho para dar. Obrigada por todos os momentos partilhados, xu, tem um óptimo dia, muitos parabéns, sê feliz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D